segunda-feira, 24 de abril de 2017

É proibido a prática de jornada de trabalho no 1º de Maio






























Historicamente, 1º de maio é um dia de luta como também um dia de lazer, dia este consagrado como feriado nacional, em alusão ao Dia do Trabalhador. Portanto, é determinantemente proibido que empresas do comércio Varejista ou Atacadista, inclusive as lojas estabelecidas nos Centros de Compras, determinem jornada de trabalho neste dia. Em caso de imposição de jornada de trabalho, denuncie ao SINDECC, que fica localizado na Rua do Norte, 38, Centro de Caruaru, ou por meio dos telefones 81.3721.2894 / 9.9937.6674.

Por Laysa Oliveira (Auxiliar de Departamento Jurídico - SINDECC) e Ricardo Soares (imprensa SINDECC)

28 de Abril - VAMOS PARAR O BRASIL

Em virtude da Greve Geral que acontecerá no próximo dia 28 de abril, a sede do SINDECC estará fechada. Diretores e funcionários estarão nas ruas contras os desmontes do Governo temeroso. Nenhum direito a menos!!! 



3ª Pedalada do Trabalhador do SINDECC, neste ano, engloba várias atividades.

O terceiro ano da Pedalada do Trabalhador do SINDECC acontecerá no feriado 1º de Maio. Neste ano, além da clássica pedalada de 10 km, teremos nossa Rua do Norte fechada para as atividades de Ação de Cidadania, Oficina de Mandalas Tecidas, Atividade Física, Recreação Infantil, Aulão de Dança e Comida Natural. Contaremos também com a presença do Grupo de capoeira da cidade “N’ Golo – Capoeira de Angola”. 


O evento será para comerciários e aberto para toda a população. O 1º de Maio é uma data de conquista, por isso, além de todas estas atividades, teremos que ficar atentos, discutir e lutarmos para que nossos direitos não sejam retirados pelo Governo que ai está.  

   


quinta-feira, 20 de abril de 2017

Hoje tem Projeto “Liberdade do Corpo e da Mente” no SINDECC


O desenvolvimento deste projeto tem sido uma tarefa de grande satisfação por parte da diretoria e funcionários do sindicato, pois acreditamos que a dança corporal liberta, traz ânimo e disposição para que a categoria continue firme na luta.

O comerciário associado e seus dependentes pagarão apenas R$ 20,00 mensais e terão que comparecer na sede do SINDECC para fazer sua inscrição munido de sua Carteira de Sócio. Para o público em geral o valor da mensalidade será de R$ 30,00. As aulas acontecerão nas terças e quintas, nos horários das 18h30 às 19h30.    


Aula de Dança: Zumba e Ritmos
Professor Marcos Mercury
Hora: 18h30 às 19h30
Local: SINDECC
Endereço: Rua do Norte, 38, Centro, Caruaru / PE
Informações pelos telefones: 81.3721.2894 / 9.9937.6674

Cursinho Pré-Vestibular Comerciário terá seu segundo encontro neste sábado, 22 de abril

O Cursinho Pré-Vestibular Comerciário tem seu segundo encontro neste sábado, 22 de abril, às 14h. Neste segundo momento, continuaremos com as aulas das disciplinas de História com o Professor Jefferson Abrão e Filosofia com o Professor Fred Santiago.Para se inscrever, basta os comerciários associado ou seus dependentes comparecerem na Sede do Sindicato dos Comerciários de Caruaru, das 08h às 18h, que fica na Rua do Norte, 38, Centro de Caruaru - PE.

Em Assembleia, Professores da Rede Municipal de Caruaru decretam Estado de Grave

Em Assembleia histórica, na manhã de ontem (19), professores de Caruaru decretaram Estado de Grave e pela manutenção do protesto de diminuição do tempo das aulas. O SINDECC esteve presente e se solidarizou com a causa do professores municipais de Caruaru.




quarta-feira, 19 de abril de 2017

HOJE (19), ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA NO SINDECC


Contra reforma da Previdência, policiais tentam invadir a Câmara

Polícia Legislativa usou gás de pimenta para tentar conter o protesto



Policiais civis que protestavam contra a reforma da Previdência invadiram na tarde desta terça-feira 18 o prédio da Câmara dos Deputados, em Brasília, e entraram em confronto com integrantes da Polícia Legislativa Federal.
Os policiais civis, alguns deles armados e portando camisetas e bandeiras da União dos Policiais do Brasil (UPB), se concentraram em frente à chapelaria e, aos gritos de "ocupa", avançaram contra a porta, que estava fechada. Vidros foram quebrados e, em resposta, policiais legislativos usaram gás de pimenta e violência física para afugentar os manifestantes. A grande quantidade de gás utilizada fez policiais, manifestantes e jornalistas passarem mal. 
Neste momento, o principal grupo de policiais civis subiu a rampa do Congresso e pressiona a entrada pelo salão negro. Alguns dos manifestantes estavam armados com barras de ferro que estavam de lado de fora do Congresso.
Nesta terça-feira 18, Arthur Maia, relator da reforma da Previdência, apresentou a Temer e sua base aliada em um café da manhã as mudanças no projeto. Entre elas, está a previsão de regras especiais de aposentadorias para professores e policiais. No projeto original, policiais seriam integrados ao regime geral da Previdência, com idade mínima de 65 anos.
No substitutivo apresentado por Maia, professores e policiais terão idade mínima de 60 anos e não mais aos 65 anos. Atualmente, a aposentadoria da categoria pode chegar com 25 anos de contribuição e sem limite de idade.
Os policiais pareciam demonstrar desconhecimento da nova proposta do governo. Presente no protesto, a inspetora de polícia Telma Pacheco disparou contra o projeto da equipe de Temer. "Se a previdência tem rombo, é do desvio do dinheiro que é para ser aplicado na aposentadoria. Viemos aqui impedir que essa PEC maldita acabe com nossas aposentadorias. Tenho 23 anos de polícia,  e só faltam dois para eu me aposentar. Agora eles querem impor uma idade mínima de 65 anos."

Veja vídeos da confusão:

O vídeo acima foi cedido por George Marques, do The Intercept Brasil



Fonte: https://www.cartacapital.com.br/blogs/cartas-da-esplanada/contra-reforma-da-previdencia-policiais-tentam-invadir-a-camara

terça-feira, 18 de abril de 2017

Amanhã tem Assembleia no SINDECC!

É importante que todas e todos compareçam amanhã (19), para a Assembleia Geral Extraordinária, no SINDECC, para validar o aumento do salário.

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Ministério do Trabalho notifica filiais do Grupo Rabelo em Caruaru

Na última quarta-feira (12), os empregados de três estabelecimentos do Grupo Rabelo localizados no Centro de Caruaru cruzaram os braços por falta de pagamento dos salários referentes ao mês de março do corrente ano. O SINDECC, na condição de representante legal destes trabalhadores, deu publicidade do fato nas redes sociais. A matéria repercutiu tão positivamente que, no mesmo dia, o Grupo Rabelo efetuou o pagamento dos salários em atraso.


Diante desta denúncia, o Ministério do Trabalho, no último dia 14, compareceu nas filiais do Grupo estabelecidas em caruaru, notificando todas elas. Ficaremos no aguardo do resultado destas notificações para que possamos repassá-las aos empregados prejudicados.

Sindicato dos Comerciários de Caruaru

quinta-feira, 13 de abril de 2017

SINDECC REQUER FISCALIZAÇÃO PARA O FERIADO 14 DE ABRIL, SEXTA-FEIRA DA PAIXÃO

É sabido que as Negociações Coletivas entre o SINDECC e as entidades patronais chegaram ao fim. Agora, os Departamentos Jurídicos das entidades estão em processo de registro da Convenção Coletiva de Trabalho no Sistema Mediador do MTE.


Cumprindo o que determina a Legislação vigente, atendendo requerimento do SINDECC, amanhã, 14 de abril, feriado alusivo à Sexta-Feira da Paixão, o Ministério do Trabalho e o SINDECC estarão fiscalizando as lojas do comércio de Caruaru, como também, os Centros de Compras.


A Direção do Sindicato dos Comerciários de Caruaru


Ver ofício:




quarta-feira, 12 de abril de 2017

Igualdade de gênero no mundo do trabalho

Na manhã desta quarta-feira (12), membros da Diretoria do SINDECC e da ONG DIVERSA reuniram-se para iniciar parceria e discutir ações no campo da igualdade de gênero no mundo do trabalho. Vem coisa boa por ai!



O SINDECC apoia os professores de Caruaru

Devido as perseguições da gestão atual em nossa cidade aos professores, o SINDECC vem a público se solidarizar e apoiar a luta desta categoria tão importante.



Trabalhadores, em Caruaru, cruzam os braços por falta de pagamento de salários

Rua Vigário Freire

Rua Vigário Freire


Rua Quinze de Novembro

Um fato histórico acontece no dia de hoje (12) em Caruaru! O SINDECC recebeu informações que todos os funcionários das três lojas do Grupo Rabelo estabelecidas no centro de Caruaru-PE cruzaram os braços e decidiram não trabalhar por falta de pagamento dos salários referentes ao mês de março do corrente ano. A Diretoria da entidade repassou o caso para o Ministério do Trabalho e Emprego em Caruaru, que se comprometeu, amanhã (13), realizar fiscalização nas lojas do Grupo Rabelo e, em havendo o descumprimento legal, aplicar a devida autuação.

Por 
Laysa Oliveira (Auxiliar de Departamento Jurídico - SINDECC) e Ricardo Soares (imprensa SINDECC)


terça-feira, 11 de abril de 2017

Proposta de reforma trabalhista altera mais de cem artigos da CLT e cria novos modelos de contratação

Relator da reforma trabalhista, Rogério Marinho (PSDB-RN) apresenta nesta terça-feira (11) a versão final de sua proposta à bancada tucana na Câmara. Ele altera mais de cem artigos da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) e cria ao menos duas modalidades de contratação: a de trabalho intermitente, por jornada ou hora de serviço, e o chamado teletrabalho, que regulamenta o “home office”. O fim do imposto sindical está no texto — e o governo ficará neutro a respeito desse tema.
Segura O projeto vai a plenário dia 19 e cria garantias contra a terceirização. Para evitar que trabalhadores sejam demitidos e recontratados como prestadores de serviço, prevê quarentena de 18 meses entre a dispensa e a recontratação.
Vespeiro  O texto prevê que empregador e trabalhador possam negociar a carga de trabalho, num limite de até 12 horas/dia e 48 horas semanais. Também mantém o princípio de que acordos coletivos prevalecem sobre normas legais.
Vespeiro 2 O relator também cria um novo regramento às súmulas da Justiça do Trabalho. Diz que isso vai evitar uma “superveniência entre Legislativo e Judiciário”.

Era pós-pixuleco Numa alusão à queima de Judas, a Força Sindical vai erguer um boneco de dois metros de altura em frente ao Banco Central, na avenida Paulista, quarta (12), em ato contra a taxa de juros. Apelidado de “Jurão”, ele será malhado com cabos de vassoura.
Ricocheteou Um escritório de advocacia pediu à OAB do Ceará que abra processo disciplinar contra o ex-governador Ciro Gomes (PDT-CE). Argumenta que ele cometeu infração ao dizer que receberia a turma de Moro “na bala”, se o juiz tentasse prendê-lo.
Vergonha alheia Ciro é advogado. Rodrigo Bruno Nahas, um dos autores do pedido, quer “ao menos uma advertência” ao político, por “constranger” a classe. Procurada, a assessoria disse que o pedetista não comentaria.
Acompanhados Em reunião com petistas na sexta (7), o ex-presidente Lula reconheceu ao menos um ganho com a Lava Jato. Disse que agora a operação mira os tucanos e, com as acusações de caixa dois no PSDB, “as pessoas já não podem tratar o PT como antes”.
Inquieto Lula voltou a afirmar que está ansioso para ficar frente a frente com o juiz Sergio Moro, o que ocorrerá em maio. Ele disse aos aliados que, depois disso, vai percorrer o Brasil para divulgar suas ideias sobre o país.
Além-mar Paulinho da Força (SD-SP) articulou a criação de uma central sindical para representar países latino-americanos, a Alternativa Democrática Sindical. A entidade, que será lançada na próxima semana na Colômbia, reúne 26 sindicatos com 30 milhões de trabalhadores.
Nós e eles O deputado diz que a nova organização nasce para se contrapor à Central Sindical das Américas, que, segundo ele, tem influência da CUT.

É você Tucanos de Minas passaram a apoiar abertamente o senador Antonio Anastasia para disputar o governo em 2018. “Há um consenso. Ele transita bem entre todos os aliados e inspira segurança e credibilidade”, diz o presidente do PSDB mineiro, Domingos Sávio.
Jogo de cena Auxiliares, porém, dizem que Anastasia não pretende concorrer. Para aliados dele e do senador Aécio Neves (PSDB-MG), a divulgação de uma possível candidatura, neste momento, serve para mostrar que o grupo do mineiro está “vivo” e disposto a “retomar espaço”.
Visita à Folha Felipe Faria, diretor-executivo do Green Building Council Brasil, visitou a Folha nesta segunda (10). Estava acompanhado de Roberta Provatti, assessora de imprensa.

TIROTEIO
Lá vem mais peça de propaganda de Alckmin. Dinheiro para autopromoção tem, mas não para as necessidades do povo.
DO DEPUTADO ESTADUAL ALENCAR SANTANA (PT-SP), sobre a concentração dos gastos do governo paulista com despesas de publicidade, revelada pela Folha.

CONTRAPONTO
O discurso é dos presidentes
O presidente Michel Temer comentou, em março, com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso sobre a dificuldade das pessoas em compreender medidas do governo. O tucano disse que o Brasil é um país oral e que é necessário repetir e reafirmar ideias. O peemedebista gostou da frase e a incorporou em seus discursos.
— Alguém me dizia que o Brasil é um país oral. É interessante, não basta você escrever, você tem que falar.
Preocupado por ter utilizado a ideia do tucano, Temer pediu autorização a FHC para citá-lo como autor, que reagiu de maneira bem-humorada.
— Pode dizer que a frase é do presidente — afirmou.

Fonte: 
http://painel.blogfolha.uol.com.br/2017/04/11/proposta-de-reforma-trabalhista-altera-mais-de-cem-artigos-da-clt-e-cria-novos-modelos-de-contratacao/?cmpid=compw

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Temer vai cortar abono do PIS, 22 milhões de trabalhadores terão seu dinheiro roubado.





























Temer pretende cortar o abono salarial do PIS. Todo ano os trabalhadores que recebem até dois salários mínimos recebem uma quantia que pode chegar a até um salário mínimo. Temer vai acabar com esse direito. 22 milhões de trabalhadores terão esse dinheiro, que lhes pertence, roubado pelo governo golpista.

Por Daniel Andrade


O Globo e outros grandes jornais noticiariam que Temer pretende cortar o abono salarial do PIS. Todo ano os trabalhadores que recebem até dois salários mínimos recebem uma quantia que pode chegar a até um salário mínimo. Temer vai acabar com esse direito. 22 milhões de trabalhadores terão esse dinheiro, que lhes pertence, roubado pelo governo golpista.
A desculpa oficial é que precisariam economizar devido a "concessões" na reforma da previdência, como garantir o direito que os trabalhadores rurais se aposentem. A economia seria de R$ 18 bilhões anuais. De um dinheiro que pertence aos trabalhadores e é menos do que é gasto todo mês com o pagamento da dívida pública - o verdadeiro roubo que existe no orçamento.
Isso mesmo. Temer quer que trabalhemos até morrer, e como está sendo obrigado a fazer alterações para tentar manobrar e aprovar sua proposta ele quer então que já comecemos a pagar o pato hoje mesmo, perdendo esse direito. Roubando dinheiro que pertence aos trabalhadores.
A proposta da Reforma da Previdência está sendo amplamente rejeitada, dia 15 de março com a entrada em cena da classe trabalhadora, apesar dos limites colocados pelos sindicatos e centrais sindicais, mostrou que podemos derrotar Temer e seus ataques. As centrais concederam uma trégua de um mês ao governo, ele está aproveitando esse tempo para aprovar outros ataques como a terceirização de tudo e agora esse roubo no PIS. Podemos derrotar todos esses ataques, podemos fazer da paralisação nacional do dia 28 de Abril uma verdadeira greve geral, organizando comitês nos locais de trabalho que exijam dos sindicatos e centrais um verdadeiro plano de luta e um verdadeiro plano de combate que derrote todos os ataques e derrube Temer.

Fonte: http://www.esquerdadiario.com.br/Temer-vai-cortar-abono-do-PIS-22-milhoes-de-trabalhadores-terao-seu-dinheiro-roubado

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Audiência Pública sobre a Reforma da Previdência.

A presidenta do SINDECC, Aline Simão, participará de Audiência Pública falando sobre a função dos sindicatos neste processo de discussões sobre a Reforma da Previdência.  

  

Cursinho Pré-Vestibular Comerciário começa neste sábado.



O Cursinho Pré-Vestibular Comerciário tem seu início neste sábado, 08 de abril, às 14h. Já neste primeiro momento, teremos aulas das disciplinas de História com o Professor Jefferson Abrão e Filosofia com o Professor Fred Santiago. Para se inscrever, basta os comerciários associado ou seus dependentes comparecerem na Sede do Sindicato dos Comerciários de Caruaru, das 08h às 18h, que fica na Rua do Norte, 38, Centro de Caruaru - PE. 

quinta-feira, 30 de março de 2017

Convite: O Auto da Compadecida do TEA em Caruaru.














































































Convite aos Comerciários e População no Geral:

O SINDECC tem o prazer de apresentar a parceria com o Grupo Experimental de Arte-TEA de Caruaru. Neste sábado, 01 de abril, às 20h, tem apresentação do Auto da Compadecida no Espaço Cultural Tancredo Neves (em frente à praça da criança).

Ingressos para o público em geral: R$ 10,00.
>> Comerciários associados e seus dependentes: R$ 5,00
Adquira seus ingressos na Sede do SINDECC
(Rua do Norte, 38, Centro, Caruaru / PE, 81 3721.2894 - 9.9937.6674)
Traz a família toda 
Indicação LIVRE
Fotos: Divulgação TEA

terça-feira, 28 de março de 2017

SINDECC E SINCATA FECHAM NEGOCIAÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2017

Foto: Ricardo Soares / SINDECC





























Na tarde de ontem (27/03), reuniram-se na Sede do Ministério do Trabalho, SINDECC e SINCATA para discutirem o processo de Negociação Coletiva de Trabalho 2017 do Comércio Atacadista. Chegando a um acordo, esta negociação chega a um fim. Ficou estabelecido para a categoria do comércio atacadista o piso salarial no valor de R$ 1.024,00 e, para os comerciários que recebem acima do piso, um reajuste de 6,6%.  Referente à ajuda de custo para as jornadas de trabalho nos domingos e feriados, o valor é de R$ 43,50. As empresas têm até o mês de maio para efetuarem o pagamento das diferenças salariais retroativas a 1º de janeiro - data base da categoria.

A Direção do Sindicato dos Comerciários de Caruaru

segunda-feira, 27 de março de 2017

Novidade: Cursinho Pré-Vestibular Comerciário

A direção do SINDECC anuncia uma ótima novidade para a categoria comerciária. A partir do dia 08 de abril, se inicia o Cursinho Pré-Vestibular para os comerciários associados. Teremos como parceiros os professores do Sinteduc Caruaru e do Sintepe Caruaru.
Inscrições a partir de 29 de março.




sábado, 25 de março de 2017

Hoje tem Mídia Própria do SINDECC com o tema: Reforma da Previdência e Trabalhista serão discutidas no Projeto Mídia Própria do SINDECC



o Projeto Mídia Própria do SINDECC abordará duas questões de interesse de toda sociedade; Reforma da Previdência e Reforma Trabalhista. Ambos, implica diretamente na vida de cada cidadão e cidadã deste país. O evento acontecerá, hoje, 25 de março, na sede do Sindicato dos Comerciários de Caruaru, Rua do Norte, 38, Centro, Caruaru / PE (por trás do Hotel Central). A entrada é gratuita.  

sexta-feira, 24 de março de 2017

Negociação Coletiva de Trabalho 2017 é fechada entre SINDECC e SINDLOJA





























Na tarde desta sexta-feira chegamos ao fim da Negociação Coletiva de Trabalho 2017. Após longos e acirrados debates ficou estabelecido para a categoria do comércio varejista o piso salarial no valor de R$ 1.024,00 e, para os comerciários que recebem acima do piso, ficou um reajuste de 6,6%.
Foi uma das Negociações Coletivas mais difíceis dos últimos anos, tendo em vista a atual situação econômica do país, onde tanto a mídia quanto os grandes empresários alardeiam uma crise para justificar a retirada de direitos da classe trabalhadora.
A aprovação da Lei de Terceirização (4.302/1998), na última quarta-feira, como também a possível Reforma Previdenciária e a Trabalhista representam um retrocesso e uma precarização dos direitos trabalhistas conquistados ao longo dos anos com muitas lutas.
Entendemos que neste difícil momento para a classe trabalhadora, esta Negociação Coletiva 2017 foi uma importante conquista pela garantia dos direitos dos comerciários de Caruaru.
Quanto às Negociações com o sindicato patronal atacadista, informamos que teremos mais uma rodada de Negociação na próxima segunda-feira, às 16h, no Ministério do Trabalho.
Agradecemos o apoio da categoria comerciária durante todo o processo de Negociação Coletiva, tanto nas Assembleias, quanto nas reuniões no Ministério do Trabalho.
“Trabalhadores de todo o mundo, uni-vos.”

A Direção do Sindicato dos Comerciários de Caruaru - SINDECC

Comerciários de Caruaru participam de Seminário sobre Reformas Trabalhista e Previdenciária











































































Um dia após a Lei da Terceirização ter sido aprovada pelo Senado, a Direção do SINDECC participou do 1º Seminário dos Comerciários UGT – PE "Reformas Trabalhistas e Previdenciárias: Impactos na Vida do Trabalhador” na cidade de Recife. Essa aprovação rasga a CLT, ademais, é um retrocesso incalculável para os trabalhadores. Nos restas neste momento de retiradas, irmos às ruas e lutarmos por nossos direitos.

Abaixo segue lista dos Deputados Federais de PERNAMBUCO que votaram A FAVOR da terceirização do trabalho, ou seja, votaram CONTRA os TRABALHADORES.


Adalberto Cavalcanti PTB 
Augusto Coutinho Solidariedade 
Betinho Gomes PSDB 
Creuza Pereira PSB 
Daniel Coelho PSDB 
Fernando Monteiro PP 
Gonzaga Patriota PSB 
Guilherme Coelho PSDB 
Jarbas Vasconcelos PMDB 
Jorge Côrte Real PTB 
Kaio Maniçoba PMDB 
Marinaldo Rosendo PSB 
Pastor Eurico PHS 
Severino Ninho PSB 
Tadeu Alencar PSB    

terça-feira, 21 de março de 2017

Próxima Rodada de Negociação com os patrões acontecerá sexta-feira, dia 24, às 15h.


























A Direção do SINDECC entende que esta será a mais importante das reuniões dentro do processo de Negociação Coletiva de Trabalho 2017. Assim como em todas as reuniões, iremos com o espirito de fechar esta negociação tão esperada por nós, direção e comerciários. Infelizmente, o horário desta reunião não será dos melhores, impossibilitando a participação da maioria dos comerciários. Na última reunião, colocamos em mesa uma proposta de R$ 1.040,00 para o piso e um reajuste de 8% para quem ganha acima do piso. Os patrões ficaram de apreciar.
No entanto, reforçamos aqui nosso empenho para que esta difícil negociação tenha seu capítulo final nesta sexta-feira.
Local: Ministério do Trabalho
Endereço: Rua Cônego Júlio Cabral, 157 - Maurício de Nassau, Caruaru – PE


A Direção do Sindicato dos Comerciários de Caruaru - SINDECC

Reforma da Previdência e Trabalhista serão discutidas no Projeto Mídia Própria do SINDECC


No próximo sábado (25), às 14h, o Projeto Mídia Própria do SINDECC abordará duas questões de interesse de toda sociedade; Reforma da Previdência e Reforma Trabalhista. Ambos, implica diretamente na vida de cada cidadão e cidadã deste país. O evento acontecerá na sede do Sindicato dos Comerciários de Caruaru, Rua do Norte, 38, Centro, Caruaru / PE (por trás do Hotel Central). A entrada é gratuita.  

Pernambuco: jovem baleado por PM em protesto segue em estado grave

Edvaldo Alves, de 20 anos, foi alvejado na coxa enquanto participava de um protesto de moradores em Itambé, no interior do estado



Por Sumaia Villela
Moradores do município de Itambé, no interior de Pernambuco, fizeram um protesto nesta segunda-feira 20 para pedir punição ao policial que atirou em Edvaldo da Silva Alves, de 20 anos, durante uma manifestação contra a violência na cidade na última sexta-feira 17. Os moradores querem também que o Estado seja responsabilizado pelo caso. O homem está internado em estado grave.
Um vídeo, que circula nas redes sociais, mostra o momento em que Edvaldo Alves, de 20 anos, é baleado na coxa por um policial militar. O jovem participava de um protesto, feito por moradores de Itambé, e que fechou a Rodovia PE-75 por várias horas.
No início da gravação, três policiais e manifestantes aparecem discutindo para a retirada do bloqueio. Uma mulher tenta convencer os demais moradores a se retirarem. Edvaldo questiona a ordem e reclama de ameaças que teriam sido feitas pelos agentes de segurança de atingir os moradores com balas de borracha. Um dos policiais então fala: “É esse quem vai levar um tiro primeiro?” e ordena que outro policial, com um arma de calibre 12 na mão, efetue o disparo.
Edvaldo é atingido à queima-roupa na coxa e cai no chão, sangrando. O policial militar que deu a ordem para atirar arrasta o homem pela camisa até a viatura. Enquanto é arrastado, Edvaldo é agredido pelo policial na cabeça. Os agentes o erguem pela bermuda e o jogam na carroceria da viatura, uma caminhonete – que não é possível identificar a placa. Em seguida, o motorista arranca com o veículo.

Edvaldo Alves está internado na UTI do Hospital Miguel Arraes, no Paulista, município da região metropolitana do Recife. O último boletim divulgado pelo hospital informa que ele continua em estado grave. O tiro atingiu a veia femoral, o que fez com que Edvaldo perdesse muito sangue. “Nesse domingo (19) foi submetido a uma intervenção para retirada de compressas colocadas em cirurgia para estancar sangramentos. Seu estado de saúde vem apresentando melhora significativa. Continua realizando hemodiálise e respirando através de aparelhos”, diz a nota.

Família pretende recorrer à Justiça
Em entrevista à Agência Brasil, o irmão de Edvaldo, o auxiliar de serviços gerais José Roberto da Silva, de 27 anos, disse que a família pretende recorrer à Justiça. “Ainda não sei quando, vou esperar acalmar um pouco, agora o importante é a vida do meu irmão”, disse, por telefone. No momento em que falava com a reportagem, ele acompanhava 14 pessoas de Itambé ao Recife para doar sangue ao irmão.
Ele conta que Edvaldo mora com a mãe e está desempregado. Ajuda na renda domiciliar com bicos em marcenaria e pintura. “Primeiro protesto que ele foi. Meu irmão é uma ótima pessoa, não faz mal a ninguém, um cidadão de bem. Justiça é a primeira palavra que eu tenho para dizer”.
Governo abriu inquérito
Por meio de nota, a Secretaria de Defesa Social disse que instaurou um inquérito policial na delegacia de Itambé e um procedimento administrativo para apurar a ocorrência. “Ouvidas testemunhas, tanto dos policiais militares quanto dos manifestantes que estavam no local, já foram iniciadas e continuarão até o esclarecimento dos fatos”, diz a nota.
O Comando Geral da Polícia Militar informou, também em nota, ter aberto inquérito policial militar para apurar a conduta dos PMs. A nota afirma que os agentes foram “retirados das funções de policiamento ostensivo até a apuração completa dos fatos. A PM está colaborando com a Corregedoria da SDS [Secretaria de Defesa Social], que também está atuando no caso”.
Assembleia Legislativa acompanha caso
A Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Participação Popular da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) acompanha o caso. O presidente da comissão, deputado Edilson Silva, esteve no município ontem (19)  e acompanhou o protesto desta manhã.
O parlamentar informou, por meio de sua assessoria de comunicação, que vai convocar uma reunião extraordinária do colegiado para a próxima quarta-feira (22) para definir a atuação do grupo no caso.  A intenção, segundo o deputado estadual, é pedir ao Ministério Público de Pernambuco e a Procuradoria-Geral de Justiça que cobrem agilidade nas investigações.

Fonte: https://www.cartacapital.com.br/politica/pernambuco-jovem-baleado-por-pm-em-protesto-segue-em-estado-grave

15 de março em Caruaru - Rumo à Greve Geral



No último dia 15 de março em Caruaru, vários movimentos sociais, sindicatos, partidos, professores e estudantes, foram  às ruas protestar contra a Reforma da Previdência do Governo Temer. O resultado, foi uma unicidade nas falas, mostrando aos que estão do lado de cima da pirâmide que o caldo vai engrossar caso esse projeto venha vigorar.

sexta-feira, 17 de março de 2017

Com participação da categoria comerciária, Negociação Coletiva avança!



























Por Ricardo Soares / SINDECC

Na noite de ontem (16), no Ministério do Trabalho, aconteceu mais uma Rodada de Negociação Coletiva de Trabalho entre o SINDECC e o sindicato patronal. Como era de se esperar, a negociação travou nas questões dos feriados e econômicas. Desta vez, a proposta do sindicato patronal foi um piso de R$ 1.000.00 (um mil reais) e um reajuste de 4% para quem recebe acima do piso. Proposta esta que está abaixo dos reajustes de cidades menores que Caruaru como Garanhuns e Palmares; nesta última, o piso salarial para o ano de 2017 é de R$ 1.035,00. Em contrapartida, o SINDECC propôs um piso de R$ 1.040,00 (um mil e quarenta reais) e 8% para quem recebe acima do piso.
Ainda não foi desta vez que a Convenção foi fechada. O sindicato patronal ficou de apreciar nossa proposta e, na próxima semana, na Sede do Ministério do Trabalho (dia a confirmar), sentaremos novamente para discutir e, quem sabe, definitivamente fechar esta Convenção.
Registramos aqui a significativa participação da categoria comerciária na reunião de ontem. A intenção do sindicato foi alcançada e os que estiveram presentes viram como é difícil todo o processo de Negociação Coletiva, tendo em vista a intransigência de alguns patrões na mesa de negociação.  
Sem luta e sem união não chegaremos a lugar algum. Ontem tivemos provas que a categoria comerciária unida incomoda e muito!


quinta-feira, 16 de março de 2017

Hoje tem importante reunião com os patrões!

A reunião acontece na sede do Ministério do Trabalho (Rua Cônego Júlio Cabral, 157 - Maurício de Nassau), às 18h30.
Lembramos que terá uma van a disposição dos comerciários, tanto para levar para o MTE, como para levar em casa assim que a reunião terminar.





terça-feira, 14 de março de 2017

O SINDICATO É O NOSSO PRINCIPAL INSTRUMENTO DE LUTA!



O SINDICATO É O NOSSO PRINCIPAL INSTRUMENTO DE LUTA!

Todos os ataques aos direitos trabalhistas que estão acontecendo hoje se devem pelo fato de existir um projeto bem arquitetado pelos políticos para acabar de vez com as Leis trabalhistas. Desde o primeiro dia útil do ano, temos recebido no SINDECC várias ligações de comerciários perguntando a respeito do aumento de salário da categoria. A Diretoria do SINDECC tem evitado dar respostas por telefone, por entender que é de grande importância que o comerciário compareça às Assembleias e às Rodadas de Negociação Coletiva de Trabalho realizadas no Ministério do Trabalho com o Sindicato Patronal.

Aos comerciários, gostaríamos de pedir que fizessem uma reflexão sobre o que representa o seu sindicato, principalmente em momentos difíceis como este. Não somos um sindicato que luta apenas por salário, lutamos também por outros direitos tão importantes quanto o salário. Lembramos que está em jogo também a existência deste sindicato, quanto representação de uma categoria, e, consequentemente, a manutenção dos direitos já conquistados que, hoje, podem deixar de existir caso não estejamos unidos.

Atualmente, temos um universo de, aproximadamente, 15 mil comerciários sendo chamados para participar, de fato, das lutas do SINDECC. São aproximadamente 15 mil pessoas que, juntas, podem fazer a total diferença. Essa nova diretoria entende que não pode avançar sem que todos nós, diretores e comerciários, estejamos juntos, tanto na Negociação Coletiva, quanto nos projetos que o sindicato vem desenvolvendo.

Sendo assim, dia 16 de março, às 18h30, na Sede do Ministério do Trabalho, acontecerá a reunião que poderá mudar toda essa história. Convocamos cada comerciário representado por este sindicato para que possamos lotar as dependências do Ministério do Trabalho e mostrar para o patronal a força do trabalhador.


Por
Aline Simão de Melo – Presidenta do SINDECC
Ricardo Soares – Assessor de Imprensa do SINDECC

Revisão
Laysa Oliveira
Auxiliar de Departamento Jurídico - SINDECC



Reforma Trabalhista: O patrão dita quando você trabalha e quando ele te paga, propõe Maia

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse recentemente que pensa ser "tímida" a proposta de reforma trabalhista como está, onde o trabalhador terá que “negociar” com o patrão quais direitos você está disposto a perder para ter um emprego. O que ele, junto a Câmara de Deputados, propõe é que o patrão também decida quando você vai trabalhar, portanto, quando ele vai te pagar.



O relator da reforma, Rogério Marinho (PSDB-RN), confirmou ao jornal O Estado de S. Paulo que há espaço para que a Câmara costure uma mudança mais profunda na legislação trabalhista, de modo a tirar ainda mais direitos dos trabalhadores, ou como dizem Temer e os demais idealizadores desse ataque: mudança para “modernizar” as relações de trabalho.
Tentam ganhar os trabalhadores para o lado da reforma dizendo que o objetivo dela é a criação de empregos, quando na realidade trata-se de fazer com que o desemprego gerado pelos patrões seja corrigido com empregos ultra-precarizados, instáveis, terceirizados, com remuneração ainda mais baixa. Isso porque os patrões não querem perder seus lucros e privilégios, preferem ver milhões sem ter salário para alimentar a sua família.
Quando antes um dos pontos principais da reforma era a possibilidade do patrão contratar funcionários negociando com ele os direitos que ele está disposto a abrir mão para ter o emprego, um salário, agora Marinho pretende incluir no projeto o que eles chamam de “contrato intermitente de trabalho”. No contrato intermitente, a empresa admite o funcionário e o aciona apenas quando necessário. Ou seja, a ideia é que o patrão decida quando iremos trabalhar, desse modo, quando nós receberemos o pagamento. É um escândalo!
Para Marinho e Rodrigo Maia, este que disse recentemente que a Justiça do Trabalho nem deveria existir, dando a entender que os trabalhadores é que são um problema para o patrão e seus lucros (quando na realidade é o contrário) essa mudança pode ainda "ser o início do processo de desatravancar" a Justiça do Trabalho, reduzir esse ‘entulhamento’ na primeira instância da Justiça". Dizem isso sabem que os trabalhadores passarão a estar desamparados pela Justiça do Trabalho – que nunca teve uma tendência a pender para o lado do trabalhador, ao contrário do que dizem os golpistas – ou seja, os trabalhadores não terão direitos para reivindicar na Justiça! Restará o livre direito do patrão explorar o trabalhador da forma e intensidade que ele quiser.
Não podemos deixar que os golpistas e os patrões ditem sobre nossos direitos conquistados ao longo de muito suor e luta por condições dignas de trabalho e salário. Além dessa Reforma da Trabalhista, querem que os trabalhadores literalmente morram trabalhando, sem ter direito real a aposentadoria, com a proposta de Reforma da Previdência. No dia 15 de março haverá uma importante mobilização nacional contra esses ataques dos golpistas, e a CUT e a CTB, que só alimentam um sentimento de desmoralização nos trabalhadores e com isso propõem uma trégua a esses ataques, devem urgentemente construir essa luta através de assembleias nos locais de trabalho, para que a base de trabalhadores tome nas mãos essa luta, pois só assim é possível vencer esse governo ajustador e anti-trabalhador.


Fonte: 
http://www.esquerdadiario.com.br/Reforma-Trabalhista-O-patrao-dita-quando-voce-trabalha-e-quando-ele-te-paga-propoe-Maia